A
A
voltar ao inicio

Como desenvolver potencial criativo em qualquer profissão?

07/05/2021MERCADO DE TRABALHO
Como desenvolver potencial criativo em qualquer profissão?

Criatividade. O que você imagina quando pensa nessa palavra? O que costumamos relacionar é a atividade de criar. O que faz bastante sentido até se analisarmos que a palavra é também uma junção de “criar + atividade”. Mas muito mais do que uma palavra, esse é um conceito que define várias outras atividades. “Criatividade é o processo de mudança, de desenvolvimento, de evolução na organização da vida subjetiva”, segundo Ghiselin. E pensando assim, é possível vislumbrar a utilização da criatividade em todos os âmbitos, e não somente quando ela é necessária e não apenas para certos profissionais de criação, como artistas, escritores, roteiristas, designers, etc. Mas vamos entender melhor tudo isso!

O que é criatividade e qual seu papel no trabalho?

A criatividade é natural em todos os seres humanos. É uma dimensão onde todos nós temos capacidades que nos permitem pensar modos novos e adaptativos em determinados contextos e, então, criar uma solução inovadora e apropriada. O pensar criativo é fugir das normas já estabelecidas, fazer as mesmas coisas de sempre de forma original e disruptiva. Já ouviu a famosa expressão “pensar fora da caixa”? Pois é! Sair do óbvio é olhar para algo que antes não estava sendo olhado ou olhar de uma forma diferente. É ser autêntico mesmo que se inspirando em algo já visto antes. E é por isso que a criatividade é um recurso insubstituível no contexto do trabalho.

A todo momento as empresas se deparam com problemas e oportunidades que podem ajudar seus negócios e em atividades rotineiras. Por vezes o obstáculo para resolver a tal questão é a falta de verba, às vezes é a falta de dados e informações, outras é a falta de capacidade da equipe absorver uma nova tarefa, ou um problema com um fornecedor, com um equipamento, software. Todos os dias milhares de problemas surgem e outros milhares são resolvidos porque as pessoas pensam em soluções em todos os segmentos profissionais. Não é uma exclusividade dos profissionais de comunicação, publicidade e marketing o pensar criativo. Não é necessário apenas no desenvolvimento de produtos. A criatividade é uma função de todos os profissionais inseridos no mercado de trabalho porque eles são os recursos humanos que as empresas precisam - e, felizmente, a criatividade continua sendo uma vantagem dos seres humanos exclusivamente

Então, quer dizer que é possível ser criativo ao fritar um ovo? A criatividade pode estar no atendimento ao cliente? No momento de negociar com fornecedores? Ao organizar agendas dos executivos da empresa? Dá pra ser criativo em qualquer profissão ou tarefa? Esperamos que sim! A verdade é que qualquer um pode ser criativo e para isso é preciso apenas dos estímulos corretos e liberdade para ser. Essa ferramenta mental pode e deve ser explorada além da relação entre as pessoas e suas profissões. Grande parte da criatividade humana é usada e necessária nas atividades que acontecem cotidianamente - na vida profissional ou no ambiente de trabalho.

Tá, mas como saber se algo é criativo ou apenas diferente? É difícil de definir. Como conceito, a criatividade pode ser observada em casos individuais, mas não é possível formar regras genéricas sobre o que definitivamente é o produto do comportamento criativo. Mas fora o conceito, a avaliação do que é criativo deve ser feita pelo próprio indivíduo. A solução encontrada foi nova para você? Foi diferente do que você conhecia como solução? A ideia surgiu impacto ou apenas era diferente? Se pra você foi útil, o objetivo foi alcançado.

Dentro das empresas ela é vista como algo além de uma qualidade. Para certas funções e culturas organizacionais, ter o potencial de ser criativo é mandatório para conseguir a vaga e para realizar as tarefas. Em algumas áreas em especial como nos setores que trabalham com inovação é imprescindível ter criatividade por ela é uma característica indispensável para fazer Inovações, que é basicamente a implementação de um produto, serviço ou processo novo ou significativamente melhorado, criando valor para um negócio, governo ou sociedade.

Processo criativo e pensar fora da caixa: como começar?

Nós nascemos criativos e com o tempo somos ensinados a nos restringir e minamos a capacidade de imaginar e criar. Vários estudos já testaram e confirmaram que com o passar dos anos vamos rapidamente perdendo nosso potencial criativo. Os ambientes e julgamentos aos quais somos expostos, o processo educacional escolar e familiar são grandes responsáveis por isso. Por isso, é importante buscar intencionalmente recuperar e restabelecer a criatividade. Veja algumas dicas:

Reconheça seu nível de criatividade
Tente entender as situações em que a sua criatividade deu as caras e busque relembrar como foram as condições como os horários, locais e contextos em que você mais teve ideias e tente reproduzir o mesmo cenário.

Expanda seus horizontes
Poucas coisas podem ser comparadas à arte quando o assunto é criatividade. Uma de suas bases para existir é o criar e disso nasce a obra. A arte é inspirada e inspira. Por trás dela existe criatividade, sentimento, problemas, soluções, informações e originalidade. Não há como manter-se criativo sem consumir a arte e suas ramificações como a literatura, o cinema, a pintura, a música, a dança e todas as suas linguagens. É fundamental nutrir a mente com conteúdo, informação e inspiração.

Tenha uma vida pessoal produtiva
Mesmo que sua rotina seja corrida, se você quer ser criativo, precisa começar a pensar em como encontrar espaço para si mesmo. Ter algum hobby como tocar instrumentos, fazer jardinagem, artesanato, ou praticar algum esporte que lhe traga prazer acaba sendo necessário para trazer fontes de prazer ao cérebro, melhorar seu funcionamento e balancear equilibradamente suas atividades e compromissos profissionais, educacionais, sociais e familiares. Todos os tipos de conhecimento e dedicação contribui para o enriquecimento das suas futuras ideias e para a sua estruturação mental. Por isso, não negligencie seu descanso, suas férias e lazer. Ser um profissional que nunca pára não faz bem para o corpo e para a cabeça.

Use recursos estimulantes
Explorar cores, sons, sentimentos, sensações e o que for preciso é uma dica. Se possível, coloque elementos com esse objetivo em seu ambiente de trabalho.

Observe muito
O simples ato de observar pode fazer a diferença pra quem quer encontrar soluções e entregas de qualidade. Nas telas temos a todo momento materiais que podem “dar à luz” a novas ideias, mas também atente-se para não ter a sua atenção sempre presa a essas telas. Se não nos policiarmos, não vamos olhar ao nosso redor tanto quanto o necessário. Tire momentos para descansar e busque também viver o momento presente, mantendo a mente vazia e observando todos os pensamentos que aparecem.

Fique sempre informado e atualizado
O mercado já adotou com força o conceito de lifelong learning, que é a ideia de fazer a educação continuada. Com a agilidade dos fatos, da tecnologia e da informação, estudar na faculdade e nunca mais parar pra se qualificar já não serve para as empresas. Com tudo se transformando rapidamente, é preciso dedicar frequentemente algumas horas para aprender e então entender o que vem sendo feito, quais são as soluções criativas que estão sendo usadas pelo mercado e desenvolver e melhorar competências. Essa expansão de conhecimento permite associar a criatividade com o contexto atual da vida.

Vem saber mais! PODCAST 🎧

#29 Criatividade para ter sucesso profissional
A criatividade é uma ferramenta que pertence ao nosso repertório desde a infância, mas por motivos estruturais e sociais desaprendemos a exercitar e começamos a depender de fórmulas de "sucesso garantido". O que nos leva a uma pergunta: como ser criativo no trabalho? Neste Trampapo, Ana Paula Xongani recebe Luiz Eduardo Serafim, Gerente de Marketing Corporativo na 3M Brasil, professor universitário e palestrante. Ele defende que a criatividade não é só fundamental para o mercado de trabalho, mas sim para todos os âmbitos da nossa vida e que ela pode nos trazer muita felicidade. A criatividade pode ser estimulada quando expandimos nosso repertório cultural e intelectual, mas também observando as necessidades à nossa volta e encontrando soluções criativas para os problemas que surgem. Já no ambiente empresarial, essa qualidade precisa ser encorajada, as lideranças precisam garantir a confiança e a segurança entre seus colaboradores. Essa é a base para criar soluções inovadoras e de grande impacto! Quer fazer parte desta conversa? Aperte o play!

Christiane Silva Pinto

Luiz Serafim | Head de Marketing, eCommerce & Insights na 3M do Brasil
Luiz Serafim é reconhecidamente um defensor da inovação e representa a 3M no Brasil, uma das empresas mais inovadoras do mundo. O autor, pesquisador, professor universitário e palestrante fala sobre os conceitos de invenção, criação e inovação e dá dicas de como criar um ambiente favorável ao processo criativo nas empresas. Ele é um entusiasta da liderança inovadora e das pesquisas. Serafim é também administrador de empresas (FGV-SP) e publicitário (ECA-USP), pós-graduado em marketing (FGV-SP) e tem especialização em desenvolvimento do potencial humano (PUCCAMP). Atua como palestrante e professor de Gestão de Marketing e Inovação nos cursos de MBA da Fundace USP Ribeirão Preto, ESAMC/Campinas e Inova Business School. Colabora com os programas de empreendedorismo da Endeavor desde 2013 até os dias de hoje. É autor do livro “O Poder da Inovação” – Como alavancar a inovação na sua empresa. É idealizador do Projeto audiovisual Inspira.mov sobre Criatividade (TV Cultura SP).

Suas dicas extracurriculares no episódio #29 foram:

Livro: Inovação Prioridade N1
Segundo Luiz essa obra mostra que a inovação precisa de um efeito sistêmico, isso significa que para empresas serem inovadoras é preciso um sistema que traga resultados para um bom número de pessoas.

Livro: Gestão e Inovação na Prática
Uma das referências que ajudou o Luiz a escrever seu próprio livro que também é a próxima dica, O Poder Da Inovação. Todos querem saber como controlar a criatividade. É impossível. Criatividade vem da liberdade e não do controle.

Além de obras incríveis, ele também indicou conceitos para te ajudar a se tornar criativo e inovador.

Conceito Flow| Mihaly Csikszentmihalyi
Consiste em um estado mental que acontece quando uma pessoa realiza uma atividade e se sente totalmente absorvida em uma sensação de energia, prazer e foco total no que está fazendo.

Conceito Da Vulnerabilidade | Brene Brown
Luiz Serafim ressaltou que a vulnerabilidade não é o berço da criatividade, mas é vital para ela. Esse conceito é definido como aquilo que experimentamos em momentos de incerteza, risco e exposição. Ela nos deixa ansiosos e com medo. O problema, segundo Brené, é quando evitamos situações e relações porque provocam esse sentimento.

Fechando as dicas Luiz Serafim, conclui que uma das essências da criatividade é provocar emoções e fazer a vida mais feliz.

Beijos, da equipe Trampapo <3
Até a próxima!

Produzido por

Politica de privacidade